30 de Setembro de 2012

A Dinamarca havia estabelecido ter uma capacidade instalada de 200 megawatts de energia solar em 2020 – uma meta que, na verdade, o país atingiu este ano. E a demanda está crescendo tão rápido que em 2020 os números podem ser cinco vezes maiores que os do plano original.

Com invernos cinzentos e cobertos de nuvens, a Dinamarca não é exatamente conhecida pela sua luz do Sol. Os painéis solares ainda assim têm um bom desempenho. A demanda vem sendo alimentada em parte por um programa de mensuração (de relógios de energia) estabelecido em 2010. A mensuração bruta, que também está disponível em muitos locais nos Estados Unidos, dá a residentes crédito para energia solar extra produzida em seus telhados. Se alguem está fora durante o dia, ou simplesmente usando menos energia que os painéis podem gerar, o medidor elétrico girará para trás. Depois, quando o dono da casa precisar de energia, pode acessá-la da grade sem tem de pagar por ela. Esta é uma oferta especialmente boa para a Dinamarca, que tem um dos mais altos preços de eletricidade do mundo.

Os cidadãos dinamarqueses gostam de produtos inovadores e adotaram rapidamente a energia solar, de acordo com um funcionário do Ministério de Assuntos de Energia. “O país se beneficia de uma forte tradição de design, e isto também caracteriza o setor solar dinamarquês, no qual a estética e o pensamento à frente das necessidades do usuário são parte central do desenvolvimento de produtos,” diz Kim Schultz, da Invest in Denmark. “Isto significa que as soluções solares têm mais probabilidade de responder à demanda dos consumidores.”

A Dinamarca tem também fortes programas de energia renovável, que usaram uma infraestrutura existente ideal para a energia solar. A energia eólica se encontra bem desenvolvida, especialmente nas plataformas offshore, e continua a crescer. O país planeja ter 50% de sua eletricidade da energia eólica até 2020 e já está a meio caminho desta meta. Para 2050, há planos para que Dinamarca tenha 100% de sua eletricidade de fontes renováveis. Se o uso de energia solar for um indicador, o país pode chegar a esta meta antes. Este é o tipo de liderança da qual precisamos para combater a mudança do clima em tempo, comenta o Revmodo.

fonte:http://viajeaqui.abril.com.br

publicado por adm às 17:35

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


pesquisar
 
arquivos
2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


links