04 de Outubro de 2011

 

Ares futuristas começam a recobrir um histórico símbolo da capital inglesa. Construída na era do vapor, em 1886, a ponte de Blackfriars, sobre o rio Tâmisa, emLondres, se tonará em breve a maior ponte solar do mundo.

A estrutura vitoriana passa por um retrofit, com conclusão em 2012, para se transformar em uma estação de trem movida pela energia gerada por mais de 4 mil paineis fotovoltaicos.

A largada para a modernização da ponte ferroviária foi dada nesta terça, com a instalação do primeiro painel solar. Ao final, serão seis mil metros quadrados de teto solar, o maior do mundo, capaz de produzir 900 mil kWh anualmente.

Quando concluída, a nova estação deverá receber 24 trens por hora. Metade da energia necessária para essa movimentação será suprida pela geração alternativa, o que vai evitar a emissão de 511 toneladas de CO2 na atmosfera.

A empresa por trás da engenharia solar e da instalação é a londrina Solarcentury. Os módulos solares de alta eficiência utilizados são fabricados pela SANYO Electric Co. Uma outra ponte solar conhecida no mundo é a passarela Kurilpa em Brisbane, Austrália, e, mais recentemente, a Bélgica instalou um teto solar sobre uma estação de trem.

fonte:http://exame.abril.com.br/

publicado por adm às 22:39

pesquisar
 
arquivos
2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


links