17 de Maio de 2011

A especialista em energia solar fotovoltaica IBC Solarreforçou a sua presença em Portugal, um mercado considerado “estratégico” pelo seu enorme potencial na área das renováveis e pelas óbvias ligações culturais a Angola, Brasil ou Moçambique.

“Já temos efectuado projectos em Angola e queremos abrir o mercado brasileiro, apesar de ele estar muito protegido. Em Angola estamos com algumas construtoras portuguesas e na próxima semana teremos mais novidades”, explicou ao country manager da IBC Solar para Portugal, Juan Manuel Presa, à margem da apresentação de hoje de manhã, que decorreu no hotel Sana, em Lisboa.

Presa referiu ainda os mercados cabo-verdiano – “tem um fantástico potencial, há lá muito sol” – e o moçambicano como outros dos objectivos da empresa. Aliás, a IBC Solar já tem “vários pequenos projectos” desenvolvidos nestes locais.

“Queremos, a partir de Portugal, chegar ao Brasil, fazer o triângulo Portugal, Angola, Brasil”, revelou ao Green Savers o responsável. Sobre Portugal, Juan Manuel Presa disse que era um mercado “interessante e muito estável”, com uma regulação “mais realista que a de outros países”.

Em 2011, a IBC Solar prevê facturar entre seis e sete milhões de euros em Portugal, mais 20% que no ano anterior.

A empresa alemã, fundada em 1982 por Udo Mohrest – que ainda exerce as funções de CEO – está a apostar, entre outros motivos, nas 2200 a 3000 horas de luz solar por ano, mais 900 a 1100 que a Alemanha, país onde a empresa foi fundada e que é, actualmente, o maior produtor desta energia na Europa.

O primeiro projecto da IBC Solar em Portugal desenvolveu-se em 2005, antes mesmo da entrada da empresa no mercado espanhol (2006). O projecto instalou 24,75 kW na Escola Alemã, em Lisboa.

Em Portugal, a IBC Solar estará a partir de agora representada através de Ricardo Novaes, delegado comercial do grupo para este mercado. Será Portugal que fará a ligação a Brasil e Angola, por exemplo.

Com um volume de facturação preliminar de 972 milhões de euros em 2010, a multinacional já está presente na Alemanha, Espanha, Itália, França, Grécia, Malásia, Holanda, Reino Unido, Turquia, China, Áustria e República Checa, estendendo agora a sua presença directa a Portugal.

Na calha estão já os mercados australiano, canadiano ou norte-americano. Em 2010, a IBC Solar bateu o recorde de um Gigawatt (GW) em vendas como integrador de sistemas, contando já com 100 mil instalações, a maioria das quais de pequena potência. Uma potência instalada de um GW corresponde a uma redução anual de cerca de 500 mil toneladas de CO2.

Totalmente dedicada à energia solar fotovoltaica, a IBC Solar tem como core business a distribuição de sistemas e componentes fotovoltaicos, operando também ao nível da concepção de projectos e serviços de engenharia.

fonte:http://www.greensavers.pt/2

publicado por adm às 22:25

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


pesquisar
 
arquivos
2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


links