17 de Abril de 2011

Extrair energia da luz do Sol de forma barata, sem usar os caros materiais semicondutores dos painéis solares atuais pode ser possível graças a um novo fenômeno ótico, descoberto por dois físicos da Universidade de Michigan, EUA. William Fisher eStephen Rand descobriram que um feixe de luz intenso o suficiente atravessando um meio transparente e não condutor de eletricidade, como o vidro por exemplo, pode separar as cargas elétricas positivas das negativas do material, o transformando em uma bateria pronta para fornecer eletricidade. 

Pensava-se que essa separação de cargas induzida pelo campo magnético da luz fosse fraca demais, mas Fisher e Rand mostraram que em certas condições ela pode ser 100 milhões de vezes mais intensa que o normal (Rand fala sobre essa "ressonância paramétrica" emneste artigo para físicos, em PDF). 

Os painéis solares geram eletricidade quando as partículas de luz atingem os elétrons de um material semicondutor a base de silício. Fabricar semicondutores envolve processos caros e sofisticados, como "dopar" o silício com "impurezas", produzir uma junção p-n, etc. Por outro lado, uma futura "bateria ótica" poderia ser alimentada por uma lente que concentrasse a luz solar, tudo feito do simples e barato vidro.    

Vale lembrar, porém, que entre demonstrar a existência de um efeito e fabricar um protótipo existe um longo caminho...

fonte:http://scienceblogs.com.br/universofisico/2011/04/energia_solar_sem_paineis_sola.php?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter&utm_campaign=Feed:+scienceblogs/brasil+(ScienceBlogs.com.br+:+Combined+Feed)&utm_content=Twitter

publicado por adm às 21:21

pesquisar
 
arquivos
2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


links