16 de Novembro de 2010

Cerca de 70 empresas entregaram mais de 200 propostas ao concurso para 150 megawatts de potência fotovoltaica, revelou hoje o secretário de Estado da Energia, Carlos Zorrinho.

"As propostas foram abertas esta manhã [terça feira]. Há mais de 200 
propostas e muitas são mais favoráveis do que eram as referências mínimas do concurso", disse Carlos Zorrinho aos deputados da Comissão dos Assuntos Económicos, Inovação e Energia.

Em causa está a instalação de painéis fotovoltaicos numa potência total de 150 megawatts, repartido por 75 lotes, de dois megawatts cada, junto dos principais núcleos urbanos de Lisboa, Porto, Aveiro, Setúbal e Algarve.

Carlos Zorrinho sublinhou que "haverá um antes e um depois deste concurso", que classificou como "um concurso inteligente". A potência solar será instalada em "centrais de proximidade", o que "evita 20% de custos de rede" e também "dinamizará a indústria nacional".

"Quando muitos diziam que não há tempo nem capacidade, digo-vos que há 70 entidades a concurso", disse Zorrinho ao ser confrontado pelo PSD com a acusação de que o concurso das fotovoltaicas favorece as grandes empresas do sector.

A EDP Renováveis, em consórcio com a Generg, a Galp, a Self Energy e a Fomentinvest são algumas das empresas na corrida ao concurso para as novas centrais fotovoltaicas.

"Estas 70 entidades são todas grandes potências da energia? Quem dera a Portugal, mas não são. São 70 entidades", disse Zorrinho.

fonte:expresso

publicado por adm às 23:17

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


pesquisar
 
arquivos
2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


links