13 de Novembro de 2010

A DGEG lançou no passado dia 25 de Outubro um concurso para a atribuição de 150 MW de potência em PV ou CPV em módulos de 2 MW e apenas de 2 MW. Esta atribuição de potência tem a particularidade de pela primeira vez as licenças para a atribuição de potência serem pagas directamente ao governo e neste caso específico estarem abertos a licitações para o melhor preço. Assim o preço base é 400000 euros por MW, perfazendo 800000 euros por cada módulo.

Este processo que alguma estupefacção gerou no sector está a ser a acompanhado de alguma expectativa pelos valores que as licenças vão atingir e pelo curto de prazo para a candidatura: terminam já no dia 16 de Novembro. A DGEG chamará os vencedores para assinar contrato e depositar o valor das licenças não antes de 10 dias posteriores, mas estamos assim a falar de dinheiro fresco e imediatamente disponível. Situação pouco habitual e que até à data tem sido negócio de promotores e outros actores.

Foram disponibilizados vários pontos de injecção no país com foco no Norte, próximo do Porto e Braga, centro norte apenas com 2 pontos, na zona do vale to Tejo até Setúbal vários possibilidades, total ausência no Alentejo e no Algarve são contemplados todos os pontos de injecção existentes.

Tratam-se assim de 75 oportunidades para centrais em Portugal, cujos detalhes podem ser obtidos directamente no site da DGEG.

fonte:energiasrenovaveis

publicado por adm às 18:31

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


pesquisar
 
arquivos
2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


links