26 de Junho de 2011

Reduzir a importação de energia em trinta por cento nos próximos quatro anos é o objetivo da nova central solar na Ucrânia. Uma aposta que deverá, também, traduzir-se no corte de até vinte mil toneladas de emissões de dióxido de carbono por ano.

A central situa-se em Rodnikovoe, na região da Crimeia. Ocupa 15 hectares e deve produzir, anualmente, 25 mil megawatts/hora de energia elétrica. Uma capacidade destinada a alimentar cinco mil casas da região.

A 60 quilómetros de Rodnikovoe, está a ser construída outra central que deverá estar terminada em julho. O objetivo é fornecer eletricidade a cerca de vinte mil pessoas.

Atualmente, a Ucrânia importa cerca de 60 por cento dos recursos energéticos, sobretudo gás natural.

A principal motivação para o crescimento do mercado solar fotovoltaico é o chamado sistema de tarifa verde que garante preços fixos nos próximos vinte anos para a compra de eletricidade produzida a partir de fontes renováveis.

fonte:http://pt.euronews.net

publicado por adm às 21:04

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.


pesquisar
 
arquivos
2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


links